FRAUDE NAS EMPRESAS

No caminho para o sucesso, as empresas enfrentam riscos numerosos, sejam eles econômicos, regulatórios, de tecnologia, cadeia de suprimentos, bem como os riscos de fraudes. Embora o grande avanço na implementação de práticas de Governança, as organizações ainda sofrem consequências de administrações fraudulentas.

A fraude ocupacional, por exemplo, é definida como o uso de uma profissão para o enriquecimento pessoal através de uso indevido ou má aplicação dos recursos da empresa empregadora. Seus tipos foram consolidados em três categorias principais:

Apropriação indébita de ativos

Ocorre quando um funcionário rouba ou usa indevidamente os recursos de uma organização. Pode incluir furto de dinheiro, roubo de estoques, relatórios de despesas superestimados, criação de fornecedores fictícios e perpetuação de esquemas de folha de pagamento e cobrança.

Corrupção

Geralmente envolve um funcionário que usa indevidamente sua influência para obter um benefício direto ou indireto. Também consiste em conflitos de interesse, suborno e propinas.

Fraude nas demonstrações financeiras

É a manipulação dos registros ou informações financeiras de uma organização. É realizado por vários motivos, como inflar os preços das ações ou ajudar as pessoas a obter métricas de desempenho em troca de bônus.

Há ações que uma organização pode fazer para impedir ocorrências de fraude ocupacional e mitigar o impacto se e quando a fraude for descoberta. Aqui estão algumas:

  • Liderar pelo exemplo;
  • Estar atento aos sinais de alerta de fraude. Isso pode incluir a evasão de políticas e procedimentos existentes, bem como mudanças nas características comportamentais daqueles com deveres financeiros, responsabilidades e custódia de ativos e sistemas financeiros da organização;
  • Possuir um código de ética por escrito e certificar-se que é do conhecimento dos funcionários e incluído em treinamento apropriado;
  • Possuir um canal de denúncia de fraude anônimo;
  • Realizar uma avaliação de risco periódica e desenvolver um plano para alocar os recursos necessários para uma implementação eficaz;
  • Desenvolver um plano para revisar, testar e atualizar sistemas e controles;
  • Auditoria interna;
  • Auditoria externa (auditoria independente);

Já a fraude de fornecedor consiste em esquemas nos quais as contas a pagar de uma empresa e outros sistemas de pagamento são manipulados para ganho pessoal ilegal. Os esquemas comuns de fraude de fornecedores se enquadram em três categorias:

Esquemas de cobrança

É aqui que um funcionário cria documentação falsa para manipular o sistema de cobrança de uma empresa e gerar um pagamento falso para seu próprio benefício.

Esquemas de adulteração de operações bancárias

Um funcionário manipula as operações bancárias para que possam ser depositados em uma conta bancária sob seu controle. Geralmente, eles envolvem falsificação, alteração de informações do beneficiário ou emissão de verificações manuais e inadequadas.

Suborno / Extorsão

Um funcionário recebe ou exige pagamentos pessoais inadequados de um fornecedor pelo qual ele obtém uma venda ou outra vantagem financeira.

Há ações que uma organização pode fazer para impedir ocorrências de fraude de fornecedor e mitigar o impacto se e quando a fraude for descoberta. Aqui estão algumas:

  • Empregar a devida diligência no processo de configuração do fornecedor;
  • Criar sistemas e controles para a segregação de funções;
  • Possuir um sistema claro de políticas e procedimentos para os responsáveis pelo processo de configuração e pagamento do fornecedor;
  • Auditoria interna;
  • Auditoria externa (auditoria independente);

Por fim, a fraude na folha de pagamento é uma forma de apropriação indébita de ativos que envolve o roubo de dinheiro através do sistema de processamento da folha de pagamento de uma empresa. Os esquemas comuns de fraude na folha de pagamento incluem:

Funcionários fantasmas

Envolve a criação de um funcionário falso no sistema de folha de pagamento da empresa. As grandes empresas se tornam mais suscetíveis a isso, à medida que o número de funcionários aumenta, porque a remuneração do rastreamento se torna mais volumosa.

Conluio

Esse esquema envolve um acordo de funcionários que fraudulentamente cria um relógio ponto, permitindo que uma pessoa desaparecida receba seu salário sem estar fisicamente presente e realizando suas tarefas de trabalho.

Alteração na taxa de pagamento

Funcionários de uma empresa que conspiram com o departamento de folha de pagamento e/ou sistema para ajustar seus salários. Esse tipo de fraude é mais provável em uma empresa pequena devido a uma quantidade menor de controles e segregações entre o trabalho.

Há ações que uma organização pode fazer para evitar ocorrências de fraude na folha de pagamento e mitigar o impacto se e quando a fraude for descoberta. Aqui estão algumas:

  • Realizar uma auditoria periódica dos relatórios da folha de pagamento;
  • Instalar uma câmera para monitorar o relógio ponto. Pode-se usar tecnologia avançada para identificar de maneira exclusiva os funcionários, como impressões digitais ou digitalizações da retina;
  • Deveres e controles separados. Permitir que apenas algumas pessoas processem a folha de pagamento e depois funcionários diferentes a registrem;
  • Auditoria interna;
  • Auditoria externa (auditoria independente);

Compreender como, onde, porque e por quem a fraude é praticada, é parte do processo de uma boa Governança Corporativa e é essencial para preservar a sobrevivência da organização, independentemente de seu tamanho e faturamento.

Pode ser um desafio eliminar todas as instâncias de fraude de uma organização. Mas com os procedimentos, treinamento e conscientização adequados, pode-se reduzir significativamente seu impacto.

Entre em contato com a TATICCA – ALLINIAL GLOBAL, que atua com serviços integrados de auditoria, contabilidade, impostos, corporate financefinancial advisoryrisk advisory, tecnologia, consultoria empresarial e treinamentos. Para obter mais informações, acesse www.taticca.com.br ou e-mail taticca@taticca.com.br. Nossa empresa conta com profissionais com ampla experiência no mercado e possui metodologias certificadas para a realização das atividades.