O Que É Auditoria Financeira

A área de gestão de recursos financeiros (com suas diversas denominações: diretoria financeira, departamento financeiro, tesouraria e etc.) tem como responsabilidade a gestão dos valores monetários pertencentes a uma organização e sua função é otimizar o uso e aplicação dos recursos para garantir a continuidade das operações. De forma simples, é quem gerencia as operações de pagamentos e recebimentos que regem o funcionamento da empresa, ou seja, com essa interpretação fica clara a sua importância.

Consequentemente, podemos afirmar a igual importância da auditoria financeira, que pode ser executada pela auditoria externa ou auditoria interna (estrutura interna ou terceirizada), que verifica a realização correta dessas operações, envolvendo tesouraria, contas a pagar e contas a receber e empréstimos.

Na realização da auditoria financeira, assim como nas demais auditorias, são aplicados métodos para obtenção de evidências. Porém, nesse caso, tem como objetivo garantir a seguridade dos processos da gestão financeira.

Além da auditoria financeira verificar se as operações realizadas cumprem normas e políticas internas, também garante se as aplicações dos recursos realmente foram benéficas para a empresa, bem como, a existência de adequada estrutura de controles de fluxo de caixa e vinculado com as demais informações contábeis e de orçamento da organização.

Cada organização possui seus próprios processos e controles, de forma que um trabalho de auditoria financeira é construído por etapas, que compreendem, principalmente, mapeamento dos processos, identificação dos riscos e dos controles internos existentes para minimizar esses riscos, testes dos controles internos e obtenção de evidências, para que então o auditor possa formar sua opinião e também apresentar contribuições para melhorias.

Dentro das etapas mencionadas, é importante salientar os principais objetivos da auditoria financeira, que consistem basicamente em: 1) Garantir que os saldos de caixa, extratos bancários e razão contábil correspondem aos valores registrados; 2) Garantir que os saldos contábeis do Contas a Receber e Fornecedores correspondem aos valores reais dos títulos em aberto; 3) Garantir que os valores do caixa, bancos e aplicações financeiras são utilizados da maneira correta, trazendo vantagem para a empresa; 4) Garantir que os controles internos da empresa são eficientes na prevenção de fraudes ou irregularidades.

Alcançados esses objetivos, a auditoria financeira agrega à empresa vários benefícios, pois estará apontando falhas existentes, certificando a eficiência dos controles internos e contribuindo para a atenção com leis fiscais e informações sobre a situação financeira da empresa auditada.

A auditoria financeira beneficia muitas partes de uma organização, como acionistas, credores e funcionários, pois confirma uma organização saudável, com reputação e valores agregados.

Recomenda-se que a auditoria financeira seja acompanhada pela auditoria contábil, que valida se os saldos contábeis correspondem com a situação patrimonial, econômica e financeira da empresa.

Atualmente, empresas com gestão em altos estágios de maturidade adotam a prática da auditoria financeira, pois entendem os benefícios que a mesma agrega para a organização.

Veja mais em Auditoria Financeira