AUDITORIA INTERNA – MELHORES PRÁTICAS

Muitos profissionais compartilham a opinião que um Programa de Auditoria Interna eficiente pode gerar lucros reais para uma organização. Por outro lado, um programa fraco de Auditoria Interna pode criar caos e diferentes possibilidades de perdas físicas e financeiras.

Neste sentido melhores práticas de auditoria interna podem contribuir às organizações na manutenção em conformidade com suas as obrigações organizacionais. É possível e factível que você evite desastres e melhore a eficiência operacional ao mesmo tempo. Alguns conceitos sobre o tema, abaixo apresentados, poderão auxilia-lo na condução e reorientação das atividades de auditoria interna. Por exemplo, profissionais de auditoria interna deverão ou poderão ser considerados como opção válida e eficiente quando:

·       Especialistas externos de auditoria interna nem sempre são necessários, porém, um segundo olhar pode contribuir em um processo mais complexo.

·      Nem toda organização tem toda a experiência necessária para conduzir uma auditoria interna adequada. Os auditores externos trazem uma abordagem inovadora e experiência externa que pode ser muito valiosa para as rotinas diárias de auditoria interna.

·      Auditores externos fornecem uma visão objetiva e eliminam muitos vieses que poderiam estar presentes se a equipe de auditoria fosse composta apenas por auditores internos.

·      Um trabalho de auditoria interna não pode ser considerado confiável se o assunto não for adequadamente dominado pela equipe de auditoria.

Dessa forma, para ajustar os programas normais de auditoria interna, é preciso que:

·      Programas sejam construídos no processo de negócios e não excluídos, o que geralmente é o caso.

·     As organizações devem trabalhar para eliminar auditorias de negócios em silos, pois criam problemas de comunicação e tornam as coisas desnecessariamente complexas.

·       Muitos programas de auditoria interna estão focados em conformidade e legislação, mas negligenciam o risco.

·      Quando as organizações não entendem a importância das auditorias, elas atrasam a sua realização ou reduzem a alocação de recursos. É necessária a alocação de fundos suficientes para as auditorias, essa iniciativa deve vir da alta administração de uma organização.

·       Os programas de auditoria interna devem ser revisitados periodicamente para avaliar se permanecem adequados à luz das mudanças nas circunstâncias.

·       Se façam melhoria na documentação probatória da base dos resultados da auditoria.

Para que uma equipe de auditoria interna seja formada, algumas habilidades devem ser requisitadas. Embora existam procedimentos que estabeleçam o número mínimo de horas para um determinado tamanho de empresa, o número de auditores varia principalmente com o tipo e a complexidade de uma indústria e o escopo da auditoria.

Na formação da equipe, os profissionais de auditoria interna devem ter conhecimento dos processos da empresa e métodos de controle específicos para os riscos auditados, grandes habilidades de comunicação e humildade. Revisão dos papeis de trabalho e adequada segregação de funções também devem ser considerados quando uma equipe de auditoria interna é formada. E à medida que o tamanho da equipe aumenta, os conjuntos de habilidades podem ser isolados para os indivíduos.

Entre em contato com a TATICCA, que atua com serviços integrados de auditoria, auditoria interna, contabilidade, impostos, corporate finance, financial advisory, risk advisory, tecnologia, consultoria empresarial e treinamento, para obter mais informações, pelo www.taticca.com.br ou e-mail taticca@taticca.com.br e saiba mais. Nossa empresa possui metodologias certificadas para a realização das atividades.