Gerenciamento De Riscos

O gerenciamento de riscos nas organizações visa a redução dos impactos dos riscos, caso eles venham a se materializar.

Este gerenciamento vai além da avaliação de suas probabilidades de perda, abordando também o estabelecimento de medidas que visem a mitigação dos riscos ao longo do tempo.

O cenário atual do ambiente das organizações vem demandando, cada vez mais, a adoção de medidas e técnicas de acompanhamento e controle que visam diminuir a ocorrência de falhas evitando problemas que coloquem em risco a imagem da entidade, diante dos acionistas, clientes e do mercado em geral. Sabemos da dificuldade encontrada nas organizações para implantação da gestão de riscos que tanto pode ser terceirizada ou própria da empresa. Afinal modificar procedimentos requer persuasão e habilidade, portanto convencer os investidores sobre a importância da auditoria interna no resultado final das demonstrações financeiras, na maioria dos casos encontrará resistência pelos clientes.

Os aspectos considerados pelo gerenciamento de riscos

Em resumo, o gerenciamento de riscos corporativo suporta a companhia para atingir seus objetivos e incertezas que possa encontrar em seu percurso, sempre considerando os aspectos a seguir:

  • Eventos – Riscos e oportunidades;
  • Definição de gerenciamento de riscos;
  • Realização de objetivos;
  • Componentes do gerenciamento de riscos - COSO;
  • Relacionamento entre objetivos e os componentes da metodologia COSO – ERM.

O objetivo deste trabalho é estabelecer condições para que os profissionais de gestão de riscos das empresas e consultorias estejam alinhados à estratégia da organização, de forma a identificar os principais riscos inerentes de cada processo de negócio e avaliar a eficácia dos controles internos.

Como funciona o gerenciamento de riscos

gerenciamento de riscos

Para a elaboração do gerenciamento de riscos, são observados os seguintes componentes de riscos, sendo: estratégico, financeiro, monitoramento e reporte do risco; prevenção considerando apetite ao risco, impacto e probabilidade de sua ocorrência.

Os riscos estratégicos estão associados à tomada de decisão da alta administração e podem gerar perda substancial no valor econômico da organização. Os riscos decorrentes da má gestão empresarial muitas vezes resultam em fraudes relevantes nas demonstrações financeiras. Exemplos: falhas na antecipação ou reação ao movimento dos concorrentes causadas por fusões e aquisições; diminuição de demanda do mercado por produtos e serviços da empresa causada por obsolescência em função de desenvolvimento de novas tecnologias/produtos pelos concorrentes.

Os riscos financeiros são aqueles associados à exposição das operações financeiras da organização. É o risco de que os fluxos de caixa não sejam administrados efetivamente para maximizar a geração de caixa operacional, gerenciar os riscos e retornos específicos das transações financeiras e captar e aplicar recursos financeiros de acordo com as políticas estabelecidas. São ocorrências tais como a administração financeira inadequada.

Os riscos operacionais estão associados à possibilidade de ocorrência de perdas (de produção, ativos, clientes, receitas) resultantes de falhas, deficiências ou inadequação de processos internos, pessoas e sistemas, assim como de eventos externos como catástrofes naturais, fraudes, greves e atos terroristas.

Os riscos de conformidade estão relacionados à falta de habilidade ou disciplina da organização para cumprir com a legislação e/ou regulamentação externa aplicáveis ao negócio e às normas e procedimentos internos. Por incluir as normas e procedimentos internos, apresenta um contexto mais amplo do que o tipo de risco mais usualmente citado, o risco legal/regulatório, decorrente da aplicação da legislação trabalhista, tributária, fiscal, referentes a relações contratuais, regulamentação de mercado e de prestação de serviços.

Benefícios do gerenciamento de riscos

A Taticca Consultores poderá ajudar a sua empresa à alcançar melhores indicadores, práticas e cultura de riscos com os benefícios a seguir:

  • Melhoria continua dos processos
  • Reduzir riscos
  • Aumentar a eficiência
  • Elevar o nível de governança
  • Otimizar recursos humanos e técnicos na gestão
  • Padronização de processos, maior facilidade na transferência de conhecimento
  • Maior agilidade na identificação de problemas e no processo de tomada de decisão por meio de indicadores chaves de performance
  • Minimizar a probabilidade de que riscos indesejáveis se manifestem
  • Aumentar a probabilidade de que os riscos significativos que a empresa e seus processos estão sujeitos sejam conhecidos e adequadamente tratados

Conclusão

Este artigo visa fornecer uma contribuição para a aplicação da gestão de riscos com foco em riscos nas organizações, baseando-se, principalmente, na união da cultura da boa governança e gestão de riscos como figuras importantes na contribuição de melhoria dos processos de negócio.

Como a Taticca poderá agregar valor

A Taticca Consultores, por meio de sua assessoria, poderá ajudar a sua empresa na avaliação de riscos e diagnostico empresariais, mapeamento e redesenho de processos de negócios, estruturação de departamentos e implantação de plano de ações, visando garantir que o projeto de sua empresa esteja de acordo com a legislação e com as melhores práticas vigentes, diminuindo o custo operacional, agregando valor, e aumentando a eficiência e eficácia da empresa.

Sua empresa precisa de gerenciamento de riscos? A Taticca possui a solução ideal para a proteção estratégica de sua companhia. Entre em contato pelos canais disponíveis e saiba mais.